DJ HÓLIVER

domingo, 13 de junho de 2010

Assalto em Madureira.

Pessoal, gostaria de dividir com vocês um caso de polícia que aconteceu na rua do Senac de Madureira onde estudo.
Estava eu e uns amigos meus indo a uma lanchonete onde costumamos comer quando observamos um aglomerado de pessoas xingando e gritando.
Rapidamente fui para perto da multidão para tentar entender o que acontecia.
Chegado lá me deparei com um homem de aparência pobre que estava sendo pisoteado e espancado pelas pessoas sem nenhuma humanidade.
Uma mulher começou a me contar que aquele homem tentou agredir uma mulher que por ali passava falando ao celular.

Pedi para que me mostrassem onde se encontrava aquela mulher e me indicaram o caminho.
Perguntei a ela o que acontecia. Ela me contou a história e disse que lutou com o bandido para que ele não leva-se o seu celular. Ela também disse que ficou com medo de seu filho pensar que poderia ter acontecido o pior com ela pois o celular acabara se quebrando e a ligação foi desfeita. Disse ainda que seu filho estudava ali no Senac e cursava o Téc. de segurança do trabalho...... Quando ela disse o nome eu não acreditei , era um amigo de classe que tinha levado um baita esporro do professor por estar falando ao celular no horário de aula.
No momento em que entendia tudo o que acontecia , vi meu amigo  descer as escadas ao encontro de sua mãe e depois de abraça-la foi ao encontro do mendigo e o chutou com toda a sua força.



O ladrão que se encontrava desmaiado de tanto apanhar das pessoas que sabiam da história e de outras que nem sabiam, mas que o espancavam por ver os outros fazerem, continuava sendo torturado.Uma vez que a polícia interferiu e tomou conta da situação, fez com que as pessoas desse um minuto de "paz" ao mendigo cansado de apanhar.

Eu não quero com essa matéria dizer que A ou B agiu errado, mas do meu ponto de vista espancar uma pessoas até que ela desmaie e amarra-la é tão medieval e inaceitável quanto o ato cometido pelo mendigo.


2 comentários:

  1. Nossa! Que sinistro! A humanidade realmente está cada vez mais desumana! Só Jesus na Terra!

    ResponderExcluir